sábado, outubro 13, 2012

Filme - Flipped (O primeiro amor):

Mpw-54782_large
Eu amei esse filme e com certeza está entre os meus favoritos. Pra quem ainda não viu, veja. Você não irá se arrepender.

Crítica do site cineindiscreto:


E é em 2010 que o diretor novamente volta a fórmula e decide nos mostrar o amadurecimento e as descobertas que todos nós já fizemos um dia: O amor. Em Flipped, é muito fácil ver uma história tão pura, inocente e deliciosa. O menino Bryce Loski se muda para a cidade de Juli Baker, ambos com 7 anos de idade. A menina logo fica apaixonada, enquanto o rapaz, fica meio constragido com a situação (como mostra a foto acima). E ao longo dos anos, estudando na mesma escola, Juli mantém seu amor pelo rapaz, enquanto ele, nem a considera como amiga, mas sim como uma vizinha. Tudo isso se passa em meados da década de 50 à 60.

E quem pensa que o filme é apenas duas criancinhas apaixonadas, enviando cartinhas de amor na sala de aula e coxinhando com as amigas da escola sobre o garoto bonitinho da mesa ao lado, está muito enganado. O filme é uma grande lição, que tiramos desde ficar em cima de uma árvore e empedir de derrubá-la à criar galinhas no quintal e vender os ovos pra arrumar alguns trocados. Sem contar a convivência e a união familiar, e a arrogância do ser humano. Claro que a história de amor entre as crianças é o centro para todo esse debate no filme, mas que tem muito mais a dizer do que parece.

Flipped é um filme gostoso, simples, sem pretenções, que nos ensina a dar valor as coisas simples da vida. Parece uma lição de moral batida, mas muito pelo contrário. A gente vê dentro dos personagens tanta simplicidade, tanto amor, tanta vontade de querer ser alguém melhor, que alimenta dentro de nós ainda mais a certeza de que neste mundo ainda existem pessoas de bem e não seria nenhum  exagero dizer que é um dos melhores filmes do ano.



Nenhum comentário:

Follow by Email